Elucidando Campos Mórficos e Barras de Access - segunda abordagem

Atualizado: Mar 15

Elucidando Campos Mórficos e Barras de Access - segunda abordagem


Quando nos abrimos para alguma técnica terapêutica, independente de qual linha seja, entramos em contato com o campo de criação que permeia tudo o que aquela terapia é.


Digo isso porque cada criação plasmada nessa realidade passou antes por um "campo das ideias", que antes foi trazido por um "campo de possibilidades" que existe além dessa realidade.


Muitas são as etapas antes de serem disponibilizadas para nós as ferramentas de auto-conhecimento e cura que conhecemos.


Sempre que entramos em contato com algo, mergulhamos em um campo que vai muito além do que nos é explicado ou ensinado nos cursos.

As informações que obtemos são apenas a superfície de algo muito profundo, que vão além do que podemos mensurar.


Por esse motivo reforço a importância de se desenvolver o discernimento e aprender a escolher com sabedoria o que acessamos - e isso não se limita apenas a essa abordagem que trago hoje, que são as terapias.


Tudo está permeado por um campo de criação; desde os alimentos que consumimos, as substâncias que usamos, os conteúdos que lemos, vemos, ouvimos. Esse vídeo fala mais sobre isso - https://youtu.be/lTcnVqeMn_g.


Nós temos a energia da nossa origem. Esse é o nosso campo genuíno e puro, unido a tudo o que acessamos e escolhemos até agora. Cada um de nós é um campo, acessando uns aos outros e aos demais campos disponíveis no Universo.


Tudo informa e comunica muito além daquilo que acessamos por esses cinco sentidos materiais que temos aqui.


Campos são informações. Informações são energias. Energias estão em movimento, interferindo em nosso campo e também sendo modificadas por nós.


Como se fossem bolsões de energia onde, cada vez que escolhemos acessá-los, fazemos com que eles cresçam e se fortaleçam e, ao mesmo tempo, o que faz parte desses bolsões passa a alterar também o nosso próprio campo.


Por isso a importância do "orai e vigiai" - estar atento aos pensamentos que emanamos para que estejamos conscientes do que estamos alimentando.


E aqui mais uma vez vai a minha pergunta - o que você escolhe te nutre ou te envenena?


A frequência da nossa vida somos nós quem escolhemos.

Quando estamos conscientes do que estamos emanando desenvolvemos o discernimento e com sabedoria escolhemos onde queremos estar.


Trouxe tudo isso para elucidar que cada terapia promove muito além do que imaginamos, e o que elas próprias, em suas descrições, informam.


O Access descreve sua técnica como uma ferramenta de expansão da consciência, que faz com que acessemos aquilo que ainda não sabemos que sabemos.

"Empoderando as pessoas a saberem que sabem". Esse é o slogan deles.


E é perfeito, porque a partir do que nos facilitam em seus cursos, acessamos e desenvolvemos em nós coisas que jamais imaginamos. Por esse motivo cada pratictioner e/ou facilitador de Barras tem uma forma distinta de aplicar essas ferramentas. O Access não é considerada uma terapia, mas incluo ela aqui porque no meu interessante ponto de vista a abordagem é válida, mesmo sabendo que vai muito além.


A união do campo de criação, somado ao campo informativo, unido ao nosso campo.

Sempre que essas somas ocorrem cria-se uma nova coisa. A minha energia somada a esse campo que permeia O Access criou uma nova coisa - que é o que faço na minha vida e o que ofereço em consultório, vivências ou cursos.

Assim é com cada um que acessa uma ferramenta. Uma nova criação, que fortalece o campo inicial e cria um novo, de novas possibilidades.


Quantas coisas foram descobertas a partir das permissões que você se deu?


O quanto delas estão presentes em cada ferramenta que você usa em você ou em alguém?


É impossível uma informação chegar em alguém e não ser modificada, lapidada, transformada em algo diferente do início.

Honrar a criação, os seus criadores e o que há de genuíno em cada coisa é preciso. Mas é necessário reconhecer a atuação da nossa energia no processo também.


Você reconhece o potencial que há em você e agrega em seus fazeres ou permanece apenas como repetidor do que já existe?


Quantas transformações incríveis estão aí aguardando você reconhecer o seu próprio potencial e manifestá-lo no mundo?


Você em algum momento considerou isso que partilhei como uma possibilidade?


Quantas considerações você ainda possui sobre honrar o outro e por isso continuar a fazer sempre a mesma coisa, ignorando o seu papel aqui?


Como seria começarmos a abordar as nossas experiências nesse campo de permissão e verdade e a partir disso disseminar ainda mais esses assuntos?


Shely Paz

Alegramente tecnologia mental, engenharia interna e metafísica para o bem-viver 🍃


@shelypazz no Insta


Grupo "Além das Barras":

https://www.facebook.com/groups/282361566678268/?ref=share

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Elucidando Mediunidade/Sentividade e Barras de Access

Tive a oportunidade de atender semanalmente, por mais de um ano, ininterruptamente, uma pessoa que sofria de síndrome do pânico há alguns anos. Cada sessão era uma manifestação diferente, sempre surpr

Elucidando Campos Mórficos e Barras de Access

Elucidando Campos Mórficos e Barras de Access Quando nos interessamos por algum assunto, acessamos o campo informacional que permeia o que aquilo é. O mesmo se dá quando agendamos uma consulta, sessão