Interações interferem na nossa frequência

A qualidade das interações que fazemos interfere na frequência que vivemos.


Artificialidades são feitas de substâncias sem vida, e nos damos conta disso apenas quando escolhemos interagir com o que é vivo e natural.


Num mundo sintético tudo se limita a coisas, objetos, artigos - e estamos aqui para interagir com o oposto a isso - vida, em todas as suas formas.


Nesse caminho de respiritualização, de volta ao natural, os aprendizados são constantes e percebemos a fluidez veloz que a vida em si, promove.


Não a toa Einstein falava que a vida é movimento - porque ela não existe sem esse fluxo natural constante.


A roupa que vestimos, a comida que comemos, o que olhamos, ouvimos, pegamos, nos interessamos, o que usamos em nosso corpo, o que cheiramos... tudo pode ser natural e cheio de vida, ou o oposto disso.


Fazemos a nossa vida a cada instante, com as nossas escolhas.


Podemos passar nossos dias escolhendo artificialidades, padrões sintetizados, ilusões e acharmos que estamos vivos, quando na verdade, estamos apenas sobrevivendo.


Porque a vida é mais do que isso que nos ensinaram, imensamente mais. Vai além de tudo o que está disponível como distrações e equívocos.


A vida em si é bela e intensa, harmoniosa e incrivelmente surpreendente, a cada instante.

Quais interações você vem fazendo?


Quanto de vida há em seus dias?


Respiritualize-se. Acorde da ilusão do artificial e integre-se com a vida real.


Somos a soma das nossas escolhas.


Foto de uma vivência de Retratoterapia com @recamaraphotography


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo