Buscar
  • Shely Paz

Pare de dar poder aos outros

Existem diversos assuntos que precisam de atenção, e de serem abordados a partir da recontextualização de seus conceitos habituais, principalmente aqueles relativos a energia, cura, dimensionalidade, espiritualidade e terapias.


Vejo uma enorme distorção sendo perpetuada, ingenuamente, por meio de técnicas e conceitos antigos que cristalizaram no tempo.


Num momento onde a procura por desenvolvimento pessoal e espiritual é crescente, a busca geralmente leva os leigos a se vincularem a pessoas e/ou métodos que, para este agora, não geram nada além de mais confusão a quem anseia por esclarecimento e expansão.


Tudo o que foi criado e reproduzido foi útil ao nosso desenvolvimento e possui seu mérito.


Entretanto, continuar repetindo técnicas como se fôssemos e estivéssemos sempre no mesmo ponto, ignorando o processo evolutivo constante, num planeta cíclico em ascenção, torna rançoso, denso e confuso aquilo que deveria promover leveza, cura e libertação.


---


Estou abordando esse assunto porque sempre, desde criança, observo a maneira como as pessoas dão poder a outras, indiscriminadamente.


Sempre que você procura alguém e/ou uma técnica para falar de si e de seus desafios, ou quando deseja saber informações sobre você, que por si só não conseguiu acessar, você está abrindo o seu campo energético completamente para aquela ocasião, ficando desprotegido e vulnerável ao que vier a partir do campo daquela pessoa e/ou técnica.


Isso não é brincadeira.


Estamos imersos na coletividade mas temos um campo individual que precisa ser considerado e cuidado para mantermos o nosso equilíbrio.


Sempre que interagimos com alguém, deixamos um pouco de nós e levamos um pouco desse alguém conosco.


Assim vamos nos misturando, a ponto de, em muitas situações, não sabermos mais o que é nosso e o que é dos outros.

É comum perdermos a própria identidade pela confusão gerada pelas misturas que nos permitimos fazer durante a vida.


Por trás de cada interação existe uma intenção, que pode ser inteiramente pura, da mesma forma que pode ser inteiramente manipuladora.


Poderia escrever um livro sobre isso, mas o que desejo compartilhar neste agora é a necessidade de filtrar e discernir o que escolhemos para nós.


---



PARE DE DAR PODER AOS OUTROS.


Não permita que as pessoas manipulem a sua energia.

Não se coloque em rituais onde você não tem domínio do campo que irá se abrir.

Não misture a sua energia em métodos com pessoas que você não conhece.

Não reviva e compartilhe dores e traumas passados.

Não ingira nenhum tipo de substância que lhe oferecerem com o discurso de libertar ou expandir a consciência.

Não procure técnicas ancestrais que acessam energias passadas.

Não abra o seu campo para que alguém faça manipulações energéticas e/ou espirituais, NUNCA.


Estou sendo enfática, sim.


Por ver pessoas sendo dilaceradas por inocência, por falta de conhecimento, por desespero, por seguirem indicações furadas. Procuram auxílio e se vêem imersas em mais situações embaraçosas e difíceis.


Todo método ou técnica existente cumpre um propósito e auxilia as pessoas de diversas maneiras.


Mas precisamos considerar o fato de estarmos agora em outro ponto, outro momento, outro ciclo, outra energia, que requer a atualização de tudo que conhecemos, incluindo o próprio conceito de cada coisa.


Desde 2011 venho fazendo cursos nas mais diversas áreas, de neurociência à física quântica, de cristais à expansão consciencial.


Mas, foi apenas em 2018 que uma formação me mostrou a coerência e o respeito que sempre procurei e que nunca encontrava.


Tudo o que havia estudado até então, de alguma forma, manipulava o outro, a partir do método ou do próprio ponto de vista de quem estava aplicando a técnica.


Isso me incomodava profundamente.


Quando eu precisasse de auxílio, gostaria de ser atendida de acordo com o que a minha energia informava e necessitava, não de acordo com o ponto de vista do terapeuta sobre o meu caso, que acabaria direcionando o atendimento de acordo com a leitura que ele faria de mim.


Não estava a procura de pontos de vista, mas de algo que realmente promovesse equilíbrio aos meus corpos.


Quando conheci as Barras de Access, que é uma ferramenta de expansão de consciência, percebi que sim, existe algo respeitoso que auxilia na promoção do equilíbrio dos corpos, sem a interferência da leitura que o facilitador (ou terapeuta) da técnica faz da pessoa.


É possível alcançar equilíbrio, leveza, bem estar, qualidade de vida, saúde, tranquilidade, confiança, expansão de consciência, esvaziamento, clareza e qualquer outra coisa que se requeira, a partir de algo totalmente atual, sem exposição, sem uso de nenhuma substância, sem ritual, ou qualquer manipulação energética.

É

assim como eu gosto de ser conduzida e é assim que conduzo.


É possível. Sim, é possível.

E é simples, é rápido, é relaxante, é confortável.


Você não se mistura com nada, você não precisa falar das suas dores e desafios, você não precisa se submeter a nada que você não queira, porque ocorrerá com você exatamente aquilo que for necessário a você de acordo com a sua permissão, e o facilitador apenas facilita a técnica, esvaziado de si, sendo apenas um instrumento para o processo. É assim que deve ser.


Você não precisa reviver as suas histórias, seus traumas e dramas.


Repetição é estagnação.


Você precisa se permitir discernir entre uma infinidade de opções disponíveis.


Você pode optar por algo leve que te auxilie realmente.


As Barras de Access foram um importante start para que eu pudesse desenvolver outras formas, que vão se atualizando de acordo com as necessidades de cada momento.


Jamais cristalize um ensinamento.


Tudo está em constante movimento, e atualizar a cada instante é necessário para continuarmos evoluindo, sempre, para dentro e para o alto, juntos, com respeito, gerando harmonia.


Esse meu relato pessoal tem a intenção de ilustrar o que venho falado sobre protejer o seu campo, sobre não se vincular ao que não te nutre, sobre purificar-se, sobre discernir para fazer escolhas acertivas, sobre expandir a consciência, sobre respeito.


Tem alguma dúvida sobre esses assuntos?


Me chama para conversarmos!







5 visualizações
  • icone email
  • icone telegram
  • YouTube - círculo cinza
  • icone whats
  • Facebook - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo